PRODUTORES TERÃO LIMITE MAIOR EM SEGURO DA AGRICULTURA FAMILIAR

Medida começa a valer a partir de 1º de janeiro de 2017
Compartilhe:
Agricultura Familiar Embrapa Meio Norte/Divulgação
A partir de 1º de janeiro de 2017, agricultores familiares terão maior limite de cobertura do Seguro da Agricultura Familiar (Seaf) , que opera no âmbito do Programa de Garantia da Atividade Agropecuária, o Proagro Mais. A decisão é do Conselho Monetário Nacional (CMN).

Para lavouras permanentes e olerícolas, como café, verduras e fruticultura, o valor segurável passa de 20 mil para 40 mil reais. Já para as demais culturas, o limite vai aumentar de 20 para 22 mil.

O seguro é destinado a agricultores familiares que acessam o financiamento de custeio agrícola do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf). O objetivo é oferecer proteção contra eventos climáticos que geram perdas e prejuízos, para que o agricultor possa desenvolver sua lavoura com segurança.

O seguro cobre eventos climáticos adversos como chuva excessiva, seca, geada, granizo, variação excessiva de temperatura, ventos fortes, e doença ou praga sem método difundido de combate, entre outros.

Se ocorrer algum desses eventos, comprometendo mais de 30% da receita bruta esperada, o agricultor familiar poderá solicitar a cobertura do seguro, efetuando a Comunicação de Ocorrência de Perdas (COP) junto ao agente financeiro. O agricultor deve aguardar a visita do técnico que vai vistoriar as perdas. Somente após a liberação da área, poderá ser iniciada a colheita.

Agência Brasil
Compartilhe:

agricultura